Ban Ki-moon respondeu, pela primeira vez, ao Twitter e Facebook

Recentemente com as declarações positivas sobre as Redes Sociais, o Secretário Geral da ONU, Ban Ki-moon, cedeu espaço ao público das redes sociais na internet. Por cerca de uma hora respondeu a uma série de perguntas postadas por pessoas do mundo todo no Twitter, Facebook, Livestream e Webcast da própria organização.

A iniciativa de promover a conversa descontraída, ao vivo e on-line é pioneira nas Nações Unidas. Representantes de países como Brasil, Canadá, Venezuela e África do Sul, por exemplo, puderam enviar questões em seu próprio idioma. Sempre sorrindo e mantendo a postura mais diplomática possível, Ban explicou o quanto é difícil para a organização tomar decisões rápidas e transformar sua própria estrutura no sentido de se modernizar. “A ONU possui 193 membros, de culturas e experiências distintas. Qualquer mudança leva tempo para ser votada. O processo é longo, e ser eficiente é um grande desafio”, destacou. Ban também respondeu a perguntas sobre as metas da ONU para enfrentar as mudanças climáticas, a fome e a pobreza, consideradas por ele uma “tarefa global”. O secretário-geral ressaltou a importância da ajuda internacional para o Chifre da África, que enfrenta a pior crise de fome da história, e adiantou que haverá uma reunião inédita para discutir doenças não-transmissíveis, sem porém dar maiores detalhes.

Ele também foi questionado sobre sua vida pessoal, ao que respondeu com a mesma cortesia, mas de forma sucinta: “Trabalho 20 horas por dia, mas tento encontrar um tempo para minha família. São meus netos que me inspiram e me dão energia.”

É muito legal ver personalidades que instigam o uso consciente das novas tecnológicas para incentivar a interação e comunicação sadia entre todos.

André Quintão

Está à frente de vários projetos sociais, desenvolvendo sempre novas ideias para auxiliar pais e mestres na educação de jovens e crianças em todo Brasil. Autor do livro “Pai Real no Mundo Virtual”

Contribua com seu comentário