Blogs feitos por crianças se espalham pela web

Blogs viraram coisa de criança. Além de usar a internet para fazer pesquisas escolares, bater papo em redes sociais e jogar com amigos, muitas já alimentam a web com posts de temas variados, que vão de cinema e futebol a culinária e maquiagem.

Aos 9 anos, o estudante e tocador de gaita Tom dos Reis dá aula de gêneros cinematográficos no blog Uma Ideia na Cabeça. “Existem vários tipos de filmes. Eles são separados por gêneros. Gêneros são animação, romance, drama, suspense, ação, comédia, terror e ficção científica”, explica, em um dos posts. A adaptação de livros para as telas também é explicada com clareza: “Existem vários filmes baseados em livros porque, quando a história é boa, o roteiro está quase pronto”.

Ele escreve o blog sozinho, com o conhecimento adquirido nos DVDs que ganha da família, nas idas ao cinema e em exposições sobre o tema. “Meu cineasta preferido é o Tim Burton, mas gosto muito do Chaplin também. Tim Burton é mais fantasia, Chaplin é mais comédia e assuntos políticos, como a fábrica em Tempos Modernos.”

De tanto ver a mãe cozinhar, Sofia Dutra Toledo, de 11 anos, criou um blog de receitas com a amiga Vitória Comitre Leite, da mesma idade e classe no Colégio Santa Maria, em São Paulo.

Vitória, por sua vez, tem blog sobre cupcakes. Ela também cozinha. “Me divirto. A gente fez até um vídeo ensinando a fazer cupcake, mas não deu para ‘subir’ porque ficou muito grande”, conta Vitória. “Gosto muito de escrever e até fiz outro blog, só sobre beleza. Esse até pessoas de outros países já visitaram”, diz Sofia.

Como ela conseguiu a informação? O pai, impressionado com a atividade blogueira da filha, foi medir o sucesso pela ferramenta Google Analytics, que coleta dados gerais sobre visitas a sites.

Completamente familiarizadas com termos e modos de usar da internet, elas “embedam” (inserem) fotos e links nos blogs, “sobem” vídeos, monitoram comentários e conhecem sites de hospedagem de blogs. Só não conseguem ter muita regularidade na postagem: a maioria usa o blog apenas esporadicamente.

“Já vi o blog pronto. Ela sempre falava que queria ter, conhecia muito de maquiagem. Um dia, fez e me mandou o endereço. Gostei do conteúdo, fico feliz que ela use a internet para coisas boas”, diz Suzana Santos, mãe de Isadora Guimarães Santos, de 9 anos, dona de um blog de nome libertador: Gosto Sem Culpa.

Dicas. A ideia é falar sobre maquiagem, que ela adora, mas também tem dicas de livros, música e tendências de moda. “Fazer blog é muito simples. Você vai no Blogspot, faz uma conta e escolhe um design para a página. Alguns são grátis, outros pagos”, diz Isadora que aprendeu a se maquiar com vídeos do YouTube.

Também já tem criança fazendo tumblr, plataforma em que dá para seguir e compartilhar outro tumblr. Felipe Pileggi, de 11 anos, tem um só de “frases interessantes”. “Acho muito cedo para mexer com isso mas, como é esporadicamente, tudo bem”, conta a mãe, Claudia Pileggi.

Fonte: Estadão

André Quintão

Está à frente de vários projetos sociais, desenvolvendo sempre novas ideias para auxiliar pais e mestres na educação de jovens e crianças em todo Brasil. Autor do livro “Pai Real no Mundo Virtual”

Contribua com seu comentário