Brasileiro não sabe identificar golpe na Internet. Confira 05 dicas que podem ajudar

seguroUma pesquisa realizada pela VeriSign apontou que mais de 70% dos internautas brasileiros são vítimas de fraudes na Internet por não conhecerem praticas seguras de navegabilidade. Os golpes virtuais tem se especializados no uso de phising para atrair as vítimas, e dicas simples podem fazer a diferença para evitar que se caia em golpes para rouba de dados.

Para se conseguir os dados, foram apresentados aos entrevistados duas imagens diferentes e deveriam identificar qual delas pertencia a um site fraudulento. De acordo com a VeriSign, a tela da página de phishing continha vários elementos, comuns nesse tipo de prática, que acusavam a fraude, como erros de ortografia, ausência do ícone do cadeado na barra do navegador, solicitação de informações adicionais sobre suas contas e URL com domínio numérico e não específico.

Ataques de phishing e fraudes on-line criam dúvidas e preocupação entre as pessoas que fazem compras on-line. “Com três quartos da população brasileira vulnerável a ataques de phishing, todas as empresas on-line precisam de um método para diferenciar facilmente um site verdadeiro de um site de phishing,” declarou Tim Callan, vice-presidente de marketing de produto da VeriSign.

A pesquisa trouxe ainda dados específicos em relação aos públicos presentes na internet. Segundo o estudo, as mulheres são 10% mais suscetíveis a serem vítimas de phishing que os homens. E o grupo etário mais vulnerável é o entre 35 e 44 anos, que tem 21% mais chances de ser vítima de phishing que o grupo entre 18 a 24 anos.

Confira cinco dicas para ajudar a identificar se um site é genuíno ou não:

1. https:// o “s” no https:// significa que o site é “seguro” que utiliza de criptografia para trafegar os dados e informações inseridas no site estão seguras. Apesar de alguns sites de phishing possuírem um endereço de Web seguro, a grande maioria não possui, por ter como ser rastreado o responsável pelo site. Portanto, os visitantes do site devem estar atentos para a falta de segurança em sites que deveriam tê-la.

2. O ícone do cadeado: para ser significativo, este ícone deve aparecer na interface real do navegador e não dentro do conteúdo da própria página.

3. Marcas de confiança: pistas visuais simples sob a forma de logotipos populares podem mostrar que um Web site é autenticado e seguro e que a empresa é respeitável.

4. Verifique o endereço Web: suspeite de qualquer site com um domínio desconhecido e que contenha o nome de um site conhecido na última parte do seu endereço Web.

5. Barra de endereços verde: isso significa que este site sofreu uma autenticação de identidade ampla, de modo que você pode ter certeza que é o site que afirma ser.

André Quintão

Está à frente de vários projetos sociais, desenvolvendo sempre novas ideias para auxiliar pais e mestres na educação de jovens e crianças em todo Brasil. Autor do livro “Pai Real no Mundo Virtual”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *