Cibercriminosos usam Eleições 2014 para enganar usuários

Como costuma acontecer com grandes eventos e acontecimentos, as Eleições 2014 foram usadas por cibercriminosos brasileiros em diversos ataques desde o começo de agosto. De acordo com novo relatório da empresa de segurança Kaspersky, as Eleições viraram isca de diferentes maneiras contra os usuários, incluindo falsas convocações para mesários até e-mails maliciosos que prometiam trazer fotos, áudios e vídeos com o acidente de avião que matou o então candidato Eduardo Campos (PSB).

Além disso, após a morte de Campos foram criadas notícias fantasiosas que afirmavam que a ex-vice e agora candidata a presidência pelo mesmo partido teria morrido em um acidente parecido, mas de helicóptero.

A Kaspersky recomenda que os usuários fiquem atentos a e-mails suspeitos e mensagens compartilhadas em redes sociais, especialmente nos dias que antecedem a eleição, que acontece neste domingo, 5/10. E, segundo o analista sênior de segurança da empresa no Brasil, Fabio Assolini, esses ataques não vão parar após as eleições, que podem se estender para o segundo turno no fim de outubro, caso seja necessário.

Assolini lembra ainda que os candidatos políticos também podem ser atacados, mas por meio dos DDos, também conhecidos como ataques de negação de serviço. “Os cibercriminosos brasileiros podem rapidamente infectar uma rede de computadores com 15 mil máquinas e usá-la em ataques desse tipo. Como os ânimos no período eleitoral costumam se exaltar, os coordenadores de campanhas também devem estar preparados para ataques de defacement contra os sites dos candidatos”, afirma o analista.

Fonte: IDGNow

André Quintão

Está à frente de vários projetos sociais, desenvolvendo sempre novas ideias para auxiliar pais e mestres na educação de jovens e crianças em todo Brasil. Autor do livro “Pai Real no Mundo Virtual”

Contribua com seu comentário