Crianças e a etiqueta social na internet

computeTudo é muito instigante na internet, interessante e atrativo, as descobertas se fazem a cada novo link. Vamos interagir com outros pessoas assim como acontece na vida real. Então, tudo deverá acontecer por lá do mesmo modo que acontece aqui, ou seja, de forma educada, pois a internet é um ambiente público com regras implícitas que também precisam ser observadas.

Para os internautas mais novos, temos de ensinar que, em ambos os lados (tanto real ou virtual), valem as mesmas regras de comportamentos, já que atitudes equivocadas podem causar muitos problemas. Expressar emoções através da escrita já é muito difícil para um adulto, imagina para as crianças e adolescentes, que estão se iniciando no processo geral de interação e socialização.

Algumas dicas simples pode ajudar crianças, adolescentes e também porque não aos adultos, a pensarem e ajudarem a ter um bom comportamento na internet:

  • A internet é um espaço público. Lembre-se sempre!
  • Alguém sempre lerá sua mensagem. Do contrário, ela não estaria na internet;
  • Nunca se esqueça da Regra de Ouro: trate os outros como gostaria de ser tratado;
  • O respeito ao próximo é muito importante, tanto no mundo real como no mundo virtual;
  • Em mensagens, usar muitas cores nas fonte, ou variação dos tamanhos atrapalha o leitor, assim como o excesso de emoticons;
  • Sempre que possível, evite mensagens exclusivamente em letras maiúsculas, pois isso passa a impressão de que você está gritando ou chamando a atenção;
  • Procure sempre ser o mais claro e objetivo, para não gerar confusões por uma má interpretação de sua mensagem. Textos curtos e com boa ortografia sempre facilitam. Gírias e abreviações devem ser usadas com cautela, pois podem confundir quem está lendo.
  • Usar linguagem inadequada só piora a comunicação;
  • Nunca responda bravo ou nervoso um mensagem da internet, isso normalmente só complica a situação;
  • Use ideias ou argumentos para se fazer compreendido. Nunca responda usando palavrões ou depreciações;
  • Não escreva em outra Língua se não for solicitado, e evite gírias ou internetiquês;
  • A pontuação deve ser obedecida para além de facilitar a leitura, evitar má interpretação;
  • Em Fóruns de discussão, deixe o papel de moderador para o moderador;
  • Oriente os jovens a se desculpar e tolerar os erros dos outros, principalmente os novatos. Todos nós já fomos estreantes em algo, inclusive na internet;
  • Nunca encaminhe ou envie correntes recebidas por e-mails nem nas redes sociais;
  • Não faça cópia de arquivos da internet sem autorização; e quanto a tiver, sempre cite as fontes pesquisadas;
  • Em mensagens instantâneas, emoticons pode ajudar na expressão de sentimentos, como humor ou sarcasmo; mas seja cauteloso: nem todo mundo entende tudo do mesmo modo. As coisas não têm sempre o mesmo significado em todo lugar;
  • Utilize o e-mail sempre de forma educada, iniciando-o com “Saudades!”, “Olá!”, “Oi!”, e termine com “obrigado”, “grato”, e sempre assine seu nome;
  • Se enviar e-mail para várias pessoas, utilize o campo CCO (Copia Oculta). Assim você preserva os endereços de e-mail dos seus contatos evitando que caiam em listas de spammers;

É dos pais o papel de orientar o bom convívio com semelhantes, com bom senso e boas maneiras, o que igualmente se aplica à internet.

André Quintão

Está à frente de vários projetos sociais, desenvolvendo sempre novas ideias para auxiliar pais e mestres na educação de jovens e crianças em todo Brasil. Autor do livro “Pai Real no Mundo Virtual”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *