Curiosidade: Você conhece a origem do termo SPAM?

spam-musubiO conceito básico de SPAM é o envio de mensagem eletrônica não solicitada a um grande grupo de usuários. Normalmente, tem caráter apelativo, com fins publicitários. Com o desenvolvimento da internet e a evolução das mensagens eletrônicas, hoje se caracteriza como um dos principais problemas da atualidade. A palavra originou-se de uma marca de carne suína enlatada que foi muito popular após a segunda guerra mundial, e foi bastante ironizada por grupos de comédia da época. Veja o vídeo.

Bem, esta é a versão mais aceita, pois existem outras – mas com certeza não tão divertidas. O SPAM é largamente utilizado para envio de mensagens para propaganda. Ferramentas que facilitam o envio, e tornam a tarefa automática, possibilitam sua distribuição massiva em um curto período de tempo. Vemos que este problema tem chegado também aos usuários de celulares, onde mensagens de SMS estão sendo enviadas indiscriminadamente.

No Brasil, não é crime enviar SPAM. Mas mesmo não sendo oficialmente proibido, existem campanhas para a conscientização de sua prática, que vem sendo autorregulamentada pelos provedores e pelos gestores brasileiros de internet. Há alguns casos de prisão de pessoas que enviam programas maliciosos por SPAM, ou ainda se fazem passar por outra pessoa, mas o crime em questão é justamente o de falsidade ideológica, ou de tentativa de golpe, e não exatamente o de envio em massa de mensagens não solicitadas.  O Brasil é um dos países que mais enviam SPAM no mundo. Até mesmo o órgão que legisla sobre a internet brasileira é vítima desta praga virtual – além dos e-mails falsos. Se acontece com eles, então pode acontecer com qualquer um de nós, não é mesmo? Mas não podemos nos dar por vencidos! Precisamos conhecer sua metodologia para combater o problema. Existem meios de se denunciar essa prática no país.

A denúncia pode ser feita pelo site http://antispam.br/reclamar, e a forma de proceder se resume a seguinte ordem:

  1. Não responda a mensagem.
  2. Encaminhe o para mail-abuse@cert.br;
  3. Sempre que possível, informe ao responsável pelo site que este pode estar sendo vítima de SPAM;
  4. Para descobrir o responsável por um site, acesse o endereço http://registro.br, e digite o domínio no campo de pesquisa. Caso o domínio brasileiro seja legal, o site informará que este domínio já está registrado. Em seguida, solicite mais informaçõese peça a consulta “Whois”. Vai aparecer o e-mail do responsável por aquele domínio no Brasil, assim como seu e-mail. Insira o endereço do responsável em“cópia” na sua mensagem para o e-mail do cert.br. É uma forma de alertar a pessoasobre a prática de SPAM por site sob sua responsabilidade.

Mais informações e orientações sobre SPAM no Brasil podem ser conseguidas no site-denúncia http://antispam.br.

Nem somente de anúncios publicitários vivem os spammers, pois por ser um recurso de baixo custo, criminosos vêm se utilizando desta tecnologia para praticar diversos delitos. Vários golpes on-line têm acontecido através desta ferramenta.

Mais dicas no Livro: Pai Real no Mundo Virtual

André Quintão

Está à frente de vários projetos sociais, desenvolvendo sempre novas ideias para auxiliar pais e mestres na educação de jovens e crianças em todo Brasil. Autor do livro “Pai Real no Mundo Virtual”

Contribua com seu comentário