Facebook lança recurso Recommendations Bar. Você deve ficar preocupado?

O Facebook lançou um novo recurso chamado os “Recommendations Bar” (Barra de Recomendações, em tradução livre) voltado a donos de websites. O Recommendations Bar permite que proprietários de sites mantenham um banco de dados da rede social com conteúdo de leitura, compartilhamento e ‘likes’, de você e de seus amigos.

Eis como funciona: quando você lê uma história em um site que possui a Barra de Recomendações ativada, você verá janelas pop-up no canto inferior direito da página. A janela pop-up irá conter histórias do site que seus amigos do Facebook compartilharam ou curtiram. A janela também contém um botão ‘Like’, permitindo que você goste da história, sem que necessite sair do site.

Várias páginas já utilizam esse recurso, incluindo o blog de tecnologia Mashable, o site de entretenimento Wetpaint, e o tablóide britânico The Mirror. As recomendações são limitadas a artigos no site que foram compartilhados por usuários do Facebook.

Esta característica, obviamente, beneficia o dono do site, mas qual é o benefício para você? Não há realmente um – é apenas mais um motivo para se preocupar com relação a sua privacidade na rede social.

Não me interpretem mal – recomendações relevantes de amigos podem ser úteis. Há uma boa chance de que o conteúdo recomendado será algo interessante de se ler, já que muitas vezes escolhemos nossos amigos com base em interesses comuns.

Mas há um outro lado desta questão, e esse lado é a potencial preocupação com privacidade. Quando o Facebook lança novos serviços, sem sua permissão explícita, o que você está fazendo online… bem, de um jeito ou outro poderá ser visto por alguém.

Em maio, a minha colega Sarah Jacobsson Purewal observou essa questão em torno dos apps sociais do Facebook. Ela disse que esse tipo de recurso cria um “círculo gigante e estranho de compartilhamentos sem limites no qual as pessoas têm o mínimo de controle”. Quem sabe – o que você está lendo pode revelar coisas sobre si mesmo que você não está necessariamente disposto a compartilhar com o mundo.

Como não há maneiras de controlar o tipo de conteúdo que é compartilhado – exceto para não compartilhar ou gostar disso por completo -, seus hábitos de leitura pessoal vão estar em exibição para todos seus amigos. O único aspecto positivo aqui é que, ao contrário do Social Reader, você precisará autorizar sua ação no Facebook – tanto para compartilhar quanto para apenas curtir a história – para que ela apareça na barra de Recomendações.

Fonte: IDGNow

André Quintão

Está à frente de vários projetos sociais, desenvolvendo sempre novas ideias para auxiliar pais e mestres na educação de jovens e crianças em todo Brasil. Autor do livro “Pai Real no Mundo Virtual”

Contribua com seu comentário