Você sabe o que seu “Registro de Atividades” no Facebook esconde?

Você usa o Facebook? Centenas de milhões de pessoas utilizam a rede social para se conectar com amigos e família, compartilhar fotos e vídeos, jogar e muito mais. O que você talvez não perceba é que tudo que faz no FB é monitorado e registrado.

A rede social também mantém o controle de seu histórico de pesquisa. Quando você usa a barra de busca no topo da página para ver se um amigo específico da faculdade está no Facebook, para que você possa voltar a ligar, o site se lembra disso. E também lembra se você procurar por Kim Kardashian ou maconha.

Você pode ver praticamente todas as suas ações do Facebook por meio do “Registro de Atividades”, e pode modificar se quer que as coisas apareçam em sua linha do tempo, qual público pode ver a informação (em alguns casos) ou excluir a ação completamente.

Mas uma coisa que você não pode ver ou remover até agora é seu histórico de pesquisa. O FB está fixando essa supervisão, implementando um complemento para o registro de atividades, e pode levar alguns dias até que o novo recurso apareça em sua conta.

Quando se trata de redes sociais, é provável que você seja seu pior inimigo. Seu endereço, número de telefone e data de nascimento estão expostos ao público? Alguma vez você já fez check-in em casa ou de onde trabalha? Conversa sobre coisas que um invasor pode usar para adivinhar suas questões de segurança – como seu time favorito, o primeiro carro que teve ou seu mascote na escola?

Bom senso
É de bom senso ter uma plataforma de segurança em seus PCs e dispositivos móveis para se proteger contra ataques maliciosos. Mas o software de segurança em geral não pode protegê-lo de si mesmo.

Há duas coisas que são cruciais para estar seguro e protegido em uma rede social como o Facebook. A primeira é ter tempo para explorar e configurar os controles de segurança disponíveis. Passe algum tempo em “Configurações da Conta” e “Configurações de Privacidade” e certifique que as várias opções estão configuradas da maneira que você deseja que elas estejam.

A segunda coisa que você precisa fazer é ser discreto. Tudo bem se você quiser fazer check-in no Starbucks, mas limite-o à sua rede social no FB em vez de publicá-lo para o público em geral. O que seria ainda melhor é limitar a informação sensível a grupos específicos de contatos, como sua família e amigos íntimos. Se você usar o bom senso e tomar precauções básicas sobre o que posta ou quem pode ver, irá percorrer um longo caminho para evitar quaisquer problemas de segurança ou privacidade.

A rede social é um ato delicado de equilíbrio. Seu principal objetivo é interagir e ser social, mas isso precisa ser balanceado com alguma prudência para garantir que você não esteja compartilhando muita informação com quem não deveria. Confira seu “Registro de Atividades” – e seu histórico de pesquisa do Facebook, quando ele estiver disponíve -, e avalie a quantidade de informação que você pode estar colocando em risco.

André Quintão

Está à frente de vários projetos sociais, desenvolvendo sempre novas ideias para auxiliar pais e mestres na educação de jovens e crianças em todo Brasil. Autor do livro “Pai Real no Mundo Virtual”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *